Resenha Corte de Espinhos e Rosas
Fantasias | livros

Resenha || Corte de Espinhos e Rosas

4 de setembro de 2020

Corte de espinhos e rosas, começa contando a história de Feyre Archeron, uma jovem de 19 anos , filha de mercadores, sua mãe morreu e seu pai perdeu toda fortuna da família. Feyre precisou crescer para que conseguisse sustentar e cuidar de sua família, se tornando uma caçadora.

Mas em uma de suas caçadas, ela se deparou com um lobo e acaba matando o animal, mas isso acabou se tornando um marco na vida de Feyre, pois aquele lobo era, na verdade um feérico. Um mostro apareceu em sua casa, a culpando por ter matado o feérico e após seu pai implorar piedade, Feyre teve que escolher entre ser morta ou viver no mundo dos feéricos por toda a eternidade. Ela foi levada para a corte primaveril pelo grão-senhor Tamlin, como uma forma de pagar uma vida por uma vida.

 

À terra dos feéricos (Prythian) e à terra dos humanos são lugares separados há 500 anos, e durante esses anos os humanos criaram medos e mitos para à terra dos feéricos, e com isso os humanos cresceram temendo os feéricos.

A guerra dos humanos foi apoiada tanto por feéricos como por alguns grão-feéricos, que gostariam de livrar os humanos da escravidão. Essa guerra foi sangrenta e terminou com muitas mortes. Os humanos foram libertados e agora vivem separados dos feéricos por uma muralha, os humanos vivem em uma sociedade muito parecida com a nossa, enquanto na terra dos feéricos existem 7 cortes e a cada corte conta com 1 grão-senhor.

Após chegar em Prythian, Feyre se depara com uma mansão, e Tamlin, a fera que havia levado ela como refém se mostra um feérico muito bonito, que usa uma máscara grudada no rosto. Ela também repara que todos que vivem naquele lugar usam mascaras, resultado de uma praga. Feyre acaba se encantando bela beleza que existe naquele lugar e também acaba se apaixonando por Tamlin.

Resenha Corte de Espinhos e Rosas

A história é bem parecida com o conto de fadas A Bela e a Fera, claro que tem muitos toques diferentes, porém uma fera te levando como prisioneira para sempre e se apaixonando por pelo seu raptor (Não vamos problematizar).

O começo do livro foi bem cansativo para mim, a leitura parecia não fluir, parecia que o enredo não avançava para lugar nenhum (mesmo agregando várias informações). Quando cheguei em 55% do livro foi que a leitura passou a fluir. Por mais que a escrita da autora seja fluída, o enredo estava muito sem sentido para mim, as informações chegavam de uma forma que parecia que só foram jogadas ali e pronto. Porém, o livro foi se desenrolando, e do meio para o final as informações começaram a fazer sentido e depois disso eu não consegui mais largar o livro.

Feyre é uma personagem forte, guerreira e cativante, que em todos os momentos é bastante corajosa, protetora e madura. A personagem é muito impulsiva, e as vezes você se sente no dever de falar “Minha filha, não faz isso de novo não”, mas levei de boa, porquê o Naruto ganha em impulsividade e eu amo. Os personagens masculinos tem suas peculiaridades e seus mistérios, embora eu tenha bastante delas, principalmente de Lucien.

Corte de Espinhos e Rosas foi meu primeiro contato com a Sarah J. Maas. A autora é bem detalhista durante todos os livros, tanto do universo como dos personagens e das cenas. Isso funcionou muito bem para mim, pois eu consegui realmente imaginar aquele universo, que era totalmente desconhecido para mim. O universo criado é bastante interessante, retratou de forma magnifica a mitologia envolvendo fadas, e não ficou parecendo que eu estava no mesmo universo mitológico que a sininho.

O final desse livro é incrível e consegue concluir bem para fazer com que você queira desesperadamente ler a continuação. Porém, todavia e entretanto, a forma como o problema do livro “o vilão” foi derrotado me deixou um pouco chateada, passei o livro inteiro com o pensamento que seria um personagem muito forte, indestrutível e pronto, acabou. Ainda não li nem as sinopses dos outros livros, mas acho que o vilão não teve aquele fim.

O livro é uma fantasia incrível, que explora um universo maravilhoso, trazendo personagens fortes, cheios de personalidades, cativantes e sensuais. Lembrando que essa fantasia possui bastante cenas de sexo ou te conteúdo sexual, tendo também muitas cenas de violência, sendo uma fantasia mais voltada para um público adulto.

Obs*: Por mais que se fale muito em relacionamento abusivo dentro dessa série, eu não consegui identificar tantos problemas assim nesse livro, a ponto de entrarem para meu julgamento. Continuarei observando esses pontos durante a leitura das continuações.

Obs**: A imagem do Mapa foi retirada do site (clique aqui) que possui alguns Fanart da saga.

Only registered users can comment.

    1. Sempre tive curiosidade nessa série pelo título é capas, mas nem tinha ideia do enredo. Jurava que era romance de época. Gosto de fantasia e realmente lembra A Bela e a Fera. Quero ler.

  1. Olá, tudo bem? Eu me sinto muito alien quando penso que eu não li essa série sendo SUPER fã da Sarah J Maas e de Trono de Vidro HAHAHAHAHA Mas acho que isso vai mudar em breve pois estou a espera do meu box lindo chegar (sim comprei!) e pretendo muito em breve maratonar os três livros. Espero que dê certo pois só vejo pessoas, assim como você, fazendo elogios rasgados aos volumes. Espero que curta bastante também o segundo!
    Beijos

  2. Amei a sua resenha acredito que a escritora queria trabalhar nesse livro o seguinte tema nem tudo que parece é o que realmente é … E que as aparecias enganam e que todo mundo pode usar uma mascara para não parecer ou não reconhecer o que realmente é… bjs e sucesso!

  3. Mas MULHEEEER!!!
    huahuauhauhahu
    Cara, essa trilogia é maravigold!
    Só jesus sabe como estou me segurando aqui pra não sair largando spoilers!!1
    Vc vai identificar mais o abusivo do relacionamento no segundo livro que ja te adianto, É O MELHOR DA TRILOGIA!!! apenas leia! huahuauha
    Deixa eu ficar calada aqui!! huauhuha
    Beijinhos e boa leitura!

  4. Olá,

    Também não consegui me envolver completamente com o primeiro livro dessa série. A narrativa demorou para pegar ritmo por aqui também e só conseguiu fluir depois da metade, onde devorei o livro de uma vez. O segundo é beeeeeem melhor, do início ao fim conseguiu me prender e me deixar apreensiva. No segundo, essa questão do relacionamento abusivo aparece mais e você vai compreender alguns pontos. Estou lendo o terceiro e não sei como vai ser quando chegar ao fim. Espero que curta a leitura do próximo!

    Beijos!

    1. O começo me deu muito vontade de desistir, demorei muito para ler esse livro.
      Todo mundo diz que o segundo livro é melhor e as polêmicas estão lá (espero não perder o encanto do livro por conta disso).
      Obrigada, beijos 😍

  5. Oie, tudo bem? Se tem uma coisa que já vi muitas vezes foram os elogios sobre essa trilogia. Confesso que não conhecia até ser chamada para fazer parte de um sorteio. Recebi tantos comentários sobre a escrita da autora, sobre o trabalho gráfico, que foi impossível não querer ler também. Agora dei prioridade para livros de desenvolvimento, quem sabe mais pra frente. Um abraço, Érika =^.^=

    1. Quero ler mais livro de desenvolvimento, eu acho super legal e teve uma época na minha vida que eu li muitos livros assim.
      A escrita da autora é muito boa mesmo, não é atoa que o fandom é enlouquecido nessa mulher.

  6. Oi Ana Carolina. 🙂
    Eu tenho muita curiosidade de ler essa série, mas acabo deixando de lado.
    Acho as capas lindas e as sinopses me atraem muito!
    Amei sua resenha, vou arranjar tempo pra baixar ao menos no kindle pra dar uma lida rs.
    Parabéns pela resenha.

    Beijos.
    Manuscrito de Cabeceira

  7. Oi!
    Li esse primeiro livro, ainda não consegui dar continuidade aos demais da série, não me cativou tanto assim, mas vou ler por curiosidade também. Eu sou da mesma opinião que você no começo ficou um pouco arrastado mas depois deslanchou rápido. Parabéns pela resenha ficou maravilhosa, bjs!

  8. Eu li o livro na época do hype e confesso que fiquei muito decepcionada porque achei a narrativa arrastada e eu vi muitas coisas que me incomodaram sobre o relacionamento da mocinha com o Tamlim. Não pretendo ler os outros livros porque se o primeiro livro não me pega, não tem porque eu seguir com a série.
    Beijos

  9. Olá!!!
    Eu peguei um certo abuso do livro por questões pessoais mesmo e por isso nunca li, mas tive algumas pessoas a minha volta que leram e não paravam de falar mas acabei sabendo que a problemática que muita gente ver é mais para frente nas continuações, então você vai se deparar com elas lá.
    Adorei a resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *